Nomeação do presidente da Fundação Palmares é suspensa

Em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), o Governo suspendeu a nomeação do jornalista Sérgio Camargo para o cargo de presidente da Fundação Palmares. Além disso, na mesma publicação tornou-se, sem efeito a indicação de Luciana Rocha Féres para o comando Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A nomeação de Camargo aconteceu dia 27 de novembro deste ano, pelo secretário especial da Cultura, Roberto Alvim. Na época declarações polêmicas do jornalista surgiram em várias redes sociais. Antes de ser indicado a Fundação, Sérgio chegou a afirmar que o Brasil tem “racismo nutella”.

Já a arquiteta Luciana Rocha Féres, não tomou posse em sua nomeação (tornou-se sem efeito), na mesma edição do DOU. Ela havia sido indicada para assumir o Iphan, no lugar de Kátia Borgia, exonerada do cargo de secretária do Audiovisual do Governo Bolsonaro. 

Entenda o caso – Novo presidente da Fundação Palmares nega Movimento Negro 

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *