Congresso tenta liberar R$ 22,8 bilhões para ministérios

Doze ministérios precisam da aprovação do Congresso para garantir o montante de R$ 22,8 bilhões em projetos de interesse direto do Governo. No total, uma lista de 24 propostas aguardam a solução de um impasse entre deputados e senadores, tudo isso por que os parlamentares não estão satisfeitos com o ritmo de pagamento das emendas. 

Caso as propostas não sejam aprovadas, obras de saneamento básico, unidades de saúde e até mesmo a transferência de recursos do mega leilão do petróleo para Estados e municípios só poderão ocorrer em 2020. 

Se os projetos não forem aprovados, os R$ 22,8 bilhões seriam usados para reduzir o rombo fiscal do ano. Enquanto Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado, tenta firmar um acordo com a Câmara para realizar as sessões de votação na próxima semana, os deputados estão residindo em aprovar as propostas. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *