Governo aproveita o fim de ano para estimular a economia

Não é de hoje que o governo federal vem tomando medidas para estimular a economia do país, assim,  várias medidas vêm sendo adotadas com o objetivo de liberar o máximo de dinheiro possível para que a população tenha um fim de ano confortável. Com isso, o Poder Executivo deseja desviar, ao menos de maneira temporária, a pressão sobre o presidente Jair Bolsonaro.

Até o fim de 2019, a meta do governo é colocar em circulação mais de R$ 20 bilhões, com boa deste valor saindo do bolso dos consumidores, que podem garantir crédito pelos saques de contas ativas e inativas do FGTS, que até agora já movimentou R$ 15.6 bilhões, desde julho deste ano. Para a classe mais baixa, assistida pelo programa Bolsa Família, este mês haverá o recebimento do “13º salário”.  Já quem está em melhores condições, foi autorizado aumento no limite de crédito para comprar em lojas francas, free shops, em aeroportos e fronteiras terrestres do país, além da medida provisória da Carteira Verde e Amarela, que inventa a contratação de jovens entre 18 e 29 anos, mediante a desoneração de encargos trabalhistas dos patrões. Essas ações são uma tentativa do governo de “compensar” o desgaste criado pelas reformas que vêm sendo apresentadas este ano, e serve como sinalização de que o objetivo é fazer a economia avançar. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *