Ação judicial contra Lula entrava na Justiça do Paraná

A ação penal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva referente a compra de um terreno para o Instituto Lula pela Odebrecht, foi aberta este ano, teve uma etapa anulada e se distanciou de um desfecho rápido na primeira instância. Com exceção dos processo do triplex no Guarujá e do Sítio de Atibaia, esse é o principal caso em trâmite contra Lula, na Justiça do Paraná.

Durante a ação sobre o terreno do instituto, a defesa do ex-presidente entregou suas considerações finais em outubro do ano passado, o que levaria o caso a ser definido ainda em 2018. Porém, após a saída de Moro para assumir o posto no governo Jair Bolsonaro, a atuação interina da juíza Gabriela Hardt e a transição para o juiz Luiz Bonat, a sentença acabou não saindo. Já em 2019, os advogados de Lula questionaram pontos de tramitação do processo e foram bem- sucedidos junto ao STF em duas ocasiões. 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *