Boulos reconhece corrupção petista

Líder do Movimento dos Trabalhadores Sem-teto (MTST), Guilherme Boulos aproveitou a sua participação no seminário “Impactos Jurídicos da Lava Jato” para desferir críticas à Operação lava Jato, porém não sem acrescentar que não tem mais dúvidas sobre as práticas corruptas do governo petista. 

Para Boulos, a operação Lava Jato, não foi uma criação do agora ministro Sérgio Moro. A operação seria uma herdeira do fenômeno político e midiático no Brasil. “Se a Operação Lava Jato tiver um pai é Carlos Lacerda, porque o impacto político da Lava Jato é a reedição do organismo que traz nos vários momentos da história brasileira, um tema de combate à corrupção como um enfrentamento político”, declarou.

Ainda de acordo com Boulos, o sistema político brasileiro chegou ao limite. “É evidente que é um sistema que reproduz estruturalmente práticas corruptas. É evidente que nos governos do PT, apesar das importantes políticas sociais que fizeram e que, na minha opinião, foi justamente por elas que o PT foi alvo de devassa, houve sim casos de corrupção. É evidente que houve casos de corrupção na Petrobras, gente que cometeu erros importantes”, afirmou o líder do MTST.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *