Governo sofre derrota sobre Reforma da Previdência no Senado

Após votação de 54 votos a zero, o Senado aprovou uma regra mais leve para o cálculo das aposentadorias. O texto da Reforma da Previdência que entrou em vigor na última semana determinou que todo o histórico de contribuição do trabalhador seja levado em consideração. Antes das mudanças a fórmula considerava apenas 80% das contribuições mais altas. 

Com a nova proposta, o cálculo será baseado em 100% dos salários apenas após cinco anos. O texto prevê que a aposentadoria será novamente calculada sobre as 80% maiores contribuições. A partir de 1º de janeiro de 2022, a taxa será elevada para 90%,  chegando a 100% em janeiro de 2025. Mesmo o governo defendendo que a fórmula da reforma fosse mantida, os parlamentares do presidente Jair Bolsonaro no Congresso acabaram cedendo.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *